quinta-feira, 30 de abril de 2009

Perplexo

Perplexo porque hoje ainda espero que o telefone toque ou uma mensagem chegue. O certo é que ele não toca, nem o raio da mensagem chega! O certo é que hoje estou aqui, sozinho, à espera do tal telefonema, da tal mensagem! 
Noite estranha e diferente, em que me apetecia estar em Coimbra, sentado naquele meu sítio que poucos conhecem, ouvindo o meu fado preferido na Serenata! Choveu tanto que me assustei! Fiquei! Sem telefonema nem mensagem, sentindo falta de um sorriso que me amparasse a dor.... ou de um abraço que me reconfortasse!

Sem comentários: