sexta-feira, 2 de julho de 2010

A frieza

Continuo sem saber muita coisa... aprendo algo novo todos os dias! Em verdade, isso é das melhores coisas que podem acontecer ao Homem! Aprender sempre, sorrir sempre e olhar para trás apenas o tempo indispensável a não tropeçar! Quero pensar que num caminho inteiro, só fica para trás quem não quer acompanhar; há espaço que chegue para todos; a Alma é demasiadamente grandiosa para excluir quem quer que seja! Não faz parte de mim excluir, mas elimino sem apelo nem agravo quando tem que ser, nesse mesmo segundo, nessa porção de vida imediatamente apagada! A frieza faz parte da lucidez e sobrevivência do ser humano! A frieza poupa a lágrima! A frieza poupa o sono! A frieza poupa aqueles momentos mais cinzentos repletos de dúvidas e sensações se incertezas que jamais temos como certos ou, infelizmente, como terminados! Não defendo a frieza, mas defendo a "frieza" de considerar a "frieza" como algo hipoteticamente defensivo e, por si, útil! Gostava de poder ter considerado ter usado de frieza em várias situações; mas é como anteriormente escrevi: não devemos olhar para o passado a não ser o tempo suficiente e indispensável para não tropeçar!

3 comentários:

Poetic GIRL disse...

Estou a aprender agora com esta idade a eliminar quem não merece, custa confesso, mas se me eliminam a mim porque também não o faço? beijoca

F disse...

A frieza pode ser uma protecção para quem a pratica, poupa lagrimas sim, mas não a quem é dirigida essa acção, pois só é frio quem já sofreu, mas normalmente não o é para quem o fez sofrer e sim a alguém que virá no futuro...

Anónimo disse...

Se colocas uma muralha à tua volta, o que te vai restar é sem dúvida a frieza e a solidão. Essa segurança que procuras "na frieza", é meramente ilusória e temporária. Um dia vais perceber que só recebemos na medida em que damos ...