domingo, 13 de março de 2011

Fotografias do passado...

Quando menos se espera vem uma vaga que nos derruba e faz entrar num turbilhão de ideias, misturado com a areia da vida, que arranha as sensações da tranquilidade que já não se tem! É bom caminhar ali, admirar a beleza dos sorrisos espalhados pelo céu, mas é bom sentir a saudade dos momentos, mesmo daqueles que ainda virão, recheada pela saudade dos vividos, intensa e ardentemente. Quer a vida que o dia comece com o nascer do Sol, e termine com o nascer da Lua; e sabemos que isto acontece todos os dias, mesmo que não seja possível admirar o fenómeno! Ter oxigénio de manhã, no primeiro acordar, mesmo estremunhado, conseguir encher os pulmões e sentir a vida, é a primeira forma de vitória sobre tudo aquilo que nos quer derrubar! Amanhã é sempre outro dia, e cabe-me estar lá para sorrir! E não há fotografia nenhuma do passado que me faça sentir mais pequeno, mais sozinho, mais fechado na caixa de cartão derretida pelos pingos de chuva trazidos pelo vento! Sobrevivente ao mau tempo, determinado em navegar para além do horizonte, trocando o leme da minha vida pelas asas dos meus pensamentos, acreditando cada vez mais que a solidão é a resposta mais assertiva aos males da vida, é o melhor castelo, a melhor fortaleza. Não sejam estas palavras tristes, mas sim retratos de verdade envoltas em desejos de outros momentos, outras verdades, outro sorriso!

Sem comentários: